Ligações úteis
Comandante PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

João Francisco Lopes Ferreira

Biografia João Ferreira alterada1


João Francisco Lopes Ferreira, nasceu em 25 de Setembro de 1967 em Angola (Malange).
Em 1975 veio para Portugal, na sequência dos conflitos em África, ficando a residir com os pais em Setúbal. Aqui fez a sua formação escolar secundária. Ingressou na Academia Militar em 1990, onde frequentou o Curso de Engenharia Militar, tendo terminado em 1997.
Do seu percurso profissional destaca-se as funções que desempenhou na Escola Prática de Engenharia (Tancos), onde comandou os pelotões de Pontes e o pelotão de Defesa NBQR da Companhia de Pontes. Após a frequência do Curso de Promoção a Capitão, em 2000 comandou a Companhia de Comando e Serviços e, posteriormente a Companhia de Pontes. Em 2001 passou a desempenhar funções no Regimento de Engenharia Nº1 em Lisboa, onde comandou a Companhia de Comando e Serviços e posteriormente assumiu funções de Estado-Maior como Oficial de Pessoal. Após o Curso de Promoção a Oficial Superior, em Novembro de 2006, foi colocado na Direção de Infraestruturas do Exército, onde desempenhou funções como Chefe da Delegação de Infraestruturas de Lisboa, Sul e Ilhas, Chefe do Gabinete de Coordenação, Ambiente e Segurança e, entre 2009 e 2013 foi Chefe da Secção de Planeamento onde assumiu funções, como membro efetivo, integradas na competência dos Júris dos procedimentos de empreitadas de obras públicas, designadamente como Presidente. Desde setembro de 2013 até 30 de dezembro de 2014, desempenhou funções na recentemente criada Escola das Armas (Mafra), tendo sido nomeado Chefe do Gabinete de Engenharia da Direção de Formação.
Durante o ano de 2008 desempenhou funções de 2.º Comandante da Unidade de Engenharia portuguesa a atuar no Líbano, sob a égide das Nações Unidas e no âmbito da UNIFIL.
Por Portaria de 04 de junho de 2007, do Exmo. General Chefe do Estado-Maior do Exército, foi promovido ao posto de Major, com a antiguidade no novo posto desde 02 de março de 2007, tendo passado à Reserva, fora da efetividade do serviço, em 30 de dezembro de 2014.
No âmbito da sua atividade desportiva, foi árbitro de futebol da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), integrando os quadros da FIFA desde 2003 até 2012. Do seu longo currículo desportivo destaca-se a direcção de cerca de 50 jogos internacionais, 2 Supertaças Cândido de Oliveira (2002 e 2010) e uma final da Taça de Portugal (2011).Terminou a sua carreira desportiva, enquanto árbitro de futebol, em maio de 2013.